sexta-feira, 18 de maio de 2012

Faz hoje 8 meses que o meu amor ganhou umas asinhas e voou para junto de Deus...

Durante este tempo todo, já tive vários momentos... uns bons, outros nem por isso, mas a pergunta continua cá... o "porquê" desta separação tão dura e tão repentina!
Diz-se por aí que tudo na vida não acontece por acaso... mas sim porque tudo tem uma razão de ser. E por mais que eu tente não consigo encontrar as respostas certas para as minhas perguntas.
Não consigo entender o "porquê":
* de ser eu a escolhida por Deus para dentro de mim gerar um anjinho...
* de ser eu a escolhida a ter de passar por esta dor, por esta perda... de ficar sem ti meu filho!

APENAS PERGUNTO PORQUÊ???? PORQUÊ EU??? PORQUÊ NÓS???

Fica a lembrança dos momentos que passámos juntos contigo no meu ventre, das poucas horinhas que passámos lado a lado, a saudade e um vazio no coração e na alma...
Ainda não existe nenhum remédio que faça sarar a ferida que tenho no meu peito, apenas existem analgésicos para aliviar a dor...

Muitas saudades tuas meu pequeno guerreirinho... meu eterno anjinho Afonso (nosso Afonsinho).

Com muito amor da mamã que jamais te esquecerá...

ATÉ UM DIA MEU FILHO... NO CÉU!

1 comentário:

  1. Olá Anita,
    Só hoje realizei quem eras, que estivemos juntas no dia da mãe, a lançar os balões para os nossos filhos lá no céu. Sou a Marias do forum Artémis (onde ultimamente quase não vou...) e a Maria do Anjo, Estrelinhas e Manas.

    Porque há "porquês" que não têm resposta e dores que, embora abrandem, nunca passam, quero deixar-te um beijo grande e um abraço apertadinho... Força!!

    ResponderEliminar