domingo, 9 de setembro de 2012

AFONSO...

A vida continua a passar, mas a minha dor nunca teve fim...
Eu continuo sem respirar, existe algo que tapa a minha garganta...
Desisti de tentar entender o que aconteceu...
Vivo no presente, o futuro não me importa...e o passado não quero lembrar...
Existe uma ferida que me magoa sempre que me lembro...
É difícil conviver com este remoinho de emoções... que aperta o meu coração...
O tempo nunca foi um bom remédio...é apenas mais um sintoma para a minha dor...
Sei que és a luz que me guia e sei o quanto ficas triste, mas eu não consigo mudar...
Esta tua ausência já me consumiu e eu nunca mais vou me sentir completa... a vida é cruel...
Um filho é uma essência de viver... uma mãe nunca deveria perdê-lo...
Espero realmente um dia acreditar que depois de morrer vou para outro local, isso significa que existe esperança e um dia nos voltaremos a encontrar...
Saudades.....

Meu filho partiu tão cedo... mas deixou uma grande lembrança e força para eu continuar a minha batalha!

Um amor verdadeiro continua...
...até quando todo o resto se acaba!

Sem comentários:

Enviar um comentário